quarta-feira, maio 20, 2009

Dizem

que as mulheres não sabem ler mapas de estrada,
e eu digo que os senhores das finanças não sabem ler plantas (de casa) ;)
Quando fui declarar o terreno às finanças pediram-me as dimensões da casa, fui-me esclarecer com o arquitecto e apresentei as medidas que me deu.
Quando me chegou a avaliação, a casa tinha o dobro do tamanho, e tinha anexos do tamanho da casa, enfim, um palácio.
Pedi, uma segunda avaliação.
E no dia marcado lá fui eu com a tralha toda a traz, chegaram à conclusão que algo estava errado, que a casa ainda era mais pequena do que eu tinha apresentado inicialmente... E assim ficou.
Agora que me foi concedida a licença de utilização, fui novamente à finanças declarar que a mesma estava concluída, voltaram-me a pedir medidas, apresentei as que tinha ficado definidas na 2.ª avaliação.
Ontem recebi a carta com o resultado da avaliação, e mais uma vez consideram que a casa não tem as medidas apresentadas, que foram as que eles definiram na última avaliação...
Mais uma vez medidas muito superiores às reais.
Mais uma vez terei que pedir uma segunda avaliação e levar a papelada toda, vamos ver se volto a ter uma casa mais pequena, a minha ou uma muito maior...
E muito sangue frio para enfrentar os avaliadores, que falam para nós como se fossemos criminosos, nas finanças é que não sabem analisar as plantas, mas nós é que somos os criminosos.
Resta-me aguardar mais uns meses até me chamarem para a avaliação...

4 comentários:

Patrícia disse...

Ai menina!!! É preciso uma paciencia com essa gente das Finanças ... dá sempre baralhação :s

Beijinhos

Eu disse...

Infelizmente sei o q são este tipo de confusões... enfim!
é preciso é ter calma

Baguigolas disse...

Livra! Eu até sei o que isso é! De qq forma na CM onde moro a coisa até que corre pelo melhor

Mamã M. disse...

Pior que as minhas obras só mesmo as tuas. Calma, muita calma...